Graduação em Secretariado Executivo - EAUFBA

Bacharelado em Secretariado Executivo

Duração: 4 anos

Frequência: O curso é dividido em 8 semestres letivos.

Título Concedido: Bacharel em Secretariado Executivo.

Internacionalização: A Universidade Federal da Bahia possibilita aos seus estudantes a realização de programas de mobilidade estudantil em outros estados e em outros países.

Reconhecimento/Avaliação: Conceito 4 no ENADE 2018.

O objetivo do curso de Bacharelado em Secretariado Executivo é formar profissionais de Secretariado Executivo com responsabilidade social, autonomia e flexibilidade considerando as transformações da sociedade contemporânea e que sejam capazes de participar do processo de gestão e desenvolvimento das instituições públicas, privadas e do terceiro setor, com competências em gerenciamento, comunicação, relacionamento interpessoal, tecnologia da informação e conhecimento sistêmico das organizações.

Os processos de ensino e aprendizagem praticados no curso de Secretariado Executivo buscam ofertar aos estudantes a possibilidade de integração das teorias estudadas em sala de aula com a prática profissional, aplicando conhecimentos teóricos em casos de ensino, resolução de problemas, utilização de ferramentas de tecnologias de informação e comunicação e técnicas secretariais em diversas situações.

O uso de laboratórios de informática, a realização de práticas como planejamento e organização de eventos, redação técnica, criação de planos de negócio, dentre outras atividades, propiciam a aplicação de conceitos e práticas contemporâneas em situações reais ou simuladas, ampliando as possibilidades de aprendizagem.

Desta forma, as metodologias de ensino e aprendizagem utilizadas no curso de Secretariado Executivo estão em consonância com as práticas formativas contemporâneas e alinhadas com as demandas do mercado de trabalho da profissão.

Ementas

 

O curso de Bacharelado em Secretariado Executivo da UFBA foi o primeiro curso de Secretariado criado no Brasil, no ano de 1969.

O marco inicial do que viria a ser o Curso de Secretariado Executivo foi um programa de capacitação ministrado pela Escola de Administração da UFBA no antigo Banco da Bahia, envolvendo outras instituições. Nesse programa treinavam-se pessoas que ocupavam cargos na área de secretaria, principalmente em atividades de tradução de texto de língua estrangeira, português instrumental e taquigrafia.

O programa atendia a necessidades da comunidade empresarial no final do ano de 1969, quando se instalava no Estado da Bahia o Pólo Petroquímico de Camaçari. Diante da demanda futura, os professores Fabrício Soares, Kenette Claire Soares e João Eurico Matta propuseram a criação do Curso de Secretariado Executivo, fato ocorrido na gestão do professor Lafaiete Pondé, então diretor da EAUFBA. Assim nascia, naquele ano, o primeiro curso de Secretariado Executivo do país.

Ao longo de seus mais de 50 anos de existência, o curso passou por mudanças necessárias para acompanhar o processo de transformação ocorrido na cultura, nas ciências, nas tecnologias, nos meios de comunicação e no modo de vida das pessoas, com impactos significativos para as organizações. As reestruturações do curso ao longo de sua existência sempre contaram com a participação de professores, membros do Colegiado, dirigentes, alunos e funcionários.

Desde o seu surgimento, o curso de Secretariado Executivo da UFBA pauta sua atuação na formação de profissionais capacitados para o enfrentamento das demandas das organizações públicas, privadas e do terceiro setor, trazendo em seu escopo de disciplinas e atividades conteúdos alinhados com as tecnologias de cada época, com as técnicas e modelos de gestão contemporâneos e com um olhar para o mundo do trabalho, sem perder de vista a necessidade de ofertar uma formação acadêmica de qualidade e gratuita.

O corpo docente do curso de Secretariado Executivo da UFBA é formado por professores Doutores e Mestres, com formação em Secretariado Executivo e em várias outras áreas necessárias para a formação deste profissional multidisciplinar e capaz de atuar em qualquer organização.

O curso de Secretariado Executivo mantem, desde sua criação, conteúdos e disciplinas voltados para a base da profissão de secretariado, como o domínio de tecnologias, o uso de técnicas secretariais e de organização, as disciplinas de Línguas Portuguesa, Espanhola e Inglesa,  a redação técnica, inclusive em idiomas estrangeiros, o domínio das técnicas de comunicação, o planejamento e a gestão de eventos, as técnicas e metodologias de gestão das organizações, além de disciplinas voltadas para a formação de profissionais de excelência e cidadãos críticos e reflexivos sobre seu papel na sociedade.

Para mais informações ou para entrar em contato com o curso de Secretariado Executivo, escreva para colsec@ufba.br.

A matriz curricular do curso de Bacharelado em Secretariado Executivo foi composta tendo como base as orientações e normativas da legislação pertinente e o atendimento às normas e regulamentos internos da Universidade Federal da Bahia.

Os componentes curriculares foram pensados e amplamente discutidos pelo Colegiado e pelo Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso com o intuito de fortalecer a formação acadêmica, fomentar a discussão científica e a produção de conhecimentos, aproximar a teoria da prática profissional, incrementar as disciplinas relacionadas com as tecnologias da informação e comunicação, atualizar conteúdos e conhecimentos sobre finanças, marketing, planejamento e organização de eventos públicos e privados, além de trazer disciplinas e conteúdos consonantes com as demandas do mercado de trabalho, atentando-se para as habilidades e competências demandadas nas avaliações do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE).

Desta forma, o currículo do curso de Secretariado Executivo possibilita uma compreensão das bases da profissão, capacita seus estudantes ao desempenho da função de secretariado e de assessoria, instrumentalizando-os no uso de técnicas secretariais, metodologias e práticas de gestão das organizações, ferramentas da comunicação organizacional e de marketing, utilização de ferramentas de tecnologias de informação e comunicação, redação empresarial, domínio dos idiomas estrangeiros Espanhol e Inglês, além de incentivar em seus estudantes um perfil crítico, reflexivo e analítico acerca das mudanças na sociedade e nas organizações, com competências para acompanhar tais transformações e agir de maneira efetiva sobre elas.

A carga horária total do curso é de 3160 horas. Todas as disciplinas, com as respectivas cargas horárias e pré-requisitos encontram-se no documento em anexo abaixo:

Matriz Curricular e Pré-requisitos – Bacharelado em Secretariado Executivo

O Secretário Executivo é um profissional com competências para desempenhar as funções de planejamento, organização, gerenciamento e controle dos trabalhos de secretarias executivas, além de assessorar staffs e gerenciar setores, utilizando novas tecnologias e modelos de gestão. Este profissional trabalha com discrição, sensibilidade e visão sistêmica para diagnosticar e gerenciar soluções para situações do cotidiano e conflitos internos, com visão empreendedora e inovadora, adaptando-se às realidades e valores em constantes mudanças nos cenários culturais, econômicas, políticas e sociais, sem perder de vista princípios éticos e de cidadania.

Dessa forma, o profissional de secretariado executivo tem a possibilidade de atuar em inúmeras situações: secretariado executivo, assessoria à empresas ou à profissionais, gerenciamento de equipes, gestão de processos e projetos, gestão da comunicação e da informação, planejamento e organização de eventos, redação técnica, tradução, consultoria, dentre outras possibilidades.

O campo de atuação secretarial engloba desde empresas públicas, privadas e do terceiro setor até o trabalho direto com profissionais liberais ou como empreendedor, seja na prestação de serviços de secretariado e assessoria (de forma presencial ou remota) ou na consultoria organizacional.

Os salários variam de acordo com cada estado e região do país e de acordo com os níveis de experiência profissional.

Texto em produção